VIDA VITRINE
Gui Oliva
 
 
Por que será? quase  um atavismo,
quando a melancolia inaugura espaço,
a fuga desenfreada do realismo da vida,
 procura por um outro rol de fantasia.
 
Por que será? necessário cumprir ritual,
extenuar-se pelas escadarias da galeria
transpor alamedas de granito e alvenaria,
mais um dia a rolar um silêncio abissal.
 
Por que será? só com o olhar já se compraz,
mirar manequins de gesso vestidos, moda verão
virá ver o que entrou em liquidação no magazine.
 
Por que será? e como será que está sendo capaz
de esquecer, abandonar a abulia de tamanha ilusão,
como se a vida passasse, incólume, pela sua vitrine.
 
 
Santos/SP  24/10/07
 
  
Som: As Vitrines
Compositor e Cantor -  Chico Buarque
 
 
 
PAINEL
Cleide Canton
 
Exposta a olhos puros, condensada,
evocando o passado no presente
descortina a lembrança mais ousada
escondida na prece decadente.
 
Sem reparos, desnuda inconseqüências,
erros muitos, acertos, tentativas,
buscas tantas perdidas em pendências
ocultas em respostas evasivas.
 
No painel cada passo é registrado,
cada cena, cada ato inacabado,
cada tempo a seu tempo respeitado.
 
Intensa, sem rodeios conta a vida,
cada mágoa no cálice esquecida,
no momento final da despedida.
 
SP, 26/10/2007
14:00 horas
 
 

FORMATAÇÃO SIMONE CZERESNIA

 
Quer enviar esta página?
Clique no Recomende.

 

 

 Copie o código para colar no scrap do Orkut
 

 

 

Página editada por Cleide Canton em 08 de outubro de 2008

 

  online