TANGENTES


Minha alma sente
amor ardente.
Mágoa que assola,
lágrima rola,
mesclada de dor, morta ao calor.



Dengosamente,
quem nada sente
se faz ausente,
inconsciente.
Novos caminhos... Outros carinhos...



Muitas loucuras,
só amarguras,
dores contidas
jamais sentidas.
Laços partidos, sonhos perdidos...



Hoje nem sei
quanto te amei.
Volta p’rá mim,
beija-me assim.
Quero-te agora, sem mais demora.



Proibida a cópia sem autorização da autora
®DireitosAutoraisReservados©





 Web designer Ana Amélia Donádio
Romantic Home
Página editada em 15/04/2003.

Clique no CD para gravar o fundo musical   

  online