Sem você


Horas e horas,
dias e noites,
meses nem sei...



Delirando
grito teu nome,
sonhando
sinto teus abraços,
pensando
não concluo,
vivendo
me entrego
aos meus fracassos.



Pecado
é ver meus sonhos
desgastados
pela mão implacável do tempo.



Mentiras
são as sombras 
do que restou
deste amor.



Lágrimas secaram
na solidão,
mágoas se apagaram
sem perdão...



Com meus versos loucos
procuro remover
a cicatriz
que permanece indelével
neste meu coração que, 
embora partido,
ainda sonha
com o amanhã!




Proibida a cópia sem autorização da autora
®DireitosAutoraisReservados©




 Web designer Ana Amélia Donádio
Romantic Home
Página editada em 12/06/2003.


Clique no CD para gravar o fundo musical   

  online