ORAÇÃO
Autora: Cleide Canton Garcia


Meu Deus!
Hoje vou falar-te francamente!
Procuro ver em tudo tua mão onipotente.
Busco nas criaturas a chama do teu amor
e na natureza
a tua grandeza!



Procuro
nas minúcias a tua perfeição
e no todo, teu esplendor.
Espero da brisa a tua suavidade
e o milagre
da tua bondade.



Busco
na evidência a tua onisciência
e no juízo a tua prudência.
Na amargura busco tua doçura
e no perdão
acho tua clemência.



Senhor:
poucas rosas sorriram no meu jardim!
Mas se ainda achas que mereço sofrer,
não me negues o direito de ver
outro alguém
ser feliz por mim.



®DireitosAutoraisReservados©
É proibido a cópia sem autorização da autora

 

 

                


Página editada em 12/01/2003

Site desenvolvido por Ana Amélia Donádio
romantichome@terra.com.br

  online