Nunca me esqueças
Cleide Canton Garcia


Se fui
tua musa
ou tua deusa,
tua luta
ou tua fortaleza,
não me esqueças.



Se fui
a luz
do teu olhar
ou a rima
do teu versejar,
não me esqueças.



Se fui
o refrão
da tua melodia,
o despertar
do teu dia,
não me esqueças.



Se fui
o cobertor
para teu frio,
a causa
do teu desafio,
não me esqueças.



Se hoje sou
o perfume
que não te inebria,
a brisa
que não te acaricia,
a bebida
que não te sacia,
a beleza
que já fui um dia,
mesmo assim
nunca te esqueças de mim.



SP-14/09/2003 
 23:30 horas

Proibido a cópia sem autorização da autora

 

Web designer Ana Amélia Donádio
romantichome@terra.com.br
Página editada em 01/10/2003.

online