MINHA TERNA LEMBRANÇA
Autora: Cleide Canton Garcia


Nos braços do meu par eu dançava
e tu, com teu par, me acompanhavas...
Quantos vezes 
te vi me olhar, não sei.
Também não sei quantas vezes eu te olhei!

Parece que todos os meus passos seguias
porque todas as vezes que me voltei
teu olhar eu encontrei...
Pouco tempo passou
até que o trêmulo garçom
em minhas mãos um cartão colocou...



Imediatamente para ti voltei a olhar
e que sorriso estava a me esperar!
Tiveste a certeza, desde então
que conquistarias meu coração!

Foram ternos encontros,
carinhos quantos,
ternura sem par!
Foram tantos os desejos
que se perderam em algum lugar...

O tempo passou.
Voltei a encontrar
o teu olhar...
O mesmo brilho,
a mesma cor,
o mesmo amor.

Só que não houve mais
espaço para nós dois...


®DireitosAutoraisReservados©
Proibida a cópia sem autorização da autora.

 

 

          

Página editada em 12/01/2003.

Web design Ana Amélia Donádio/Romantic Home
romantichome@terra.com.br

  online