Minha saudade

Cleide Canton


Simplesmente guardei
o sabor do vivido,
a doçura do escondido,
os fatos que marcaram um tempo...



Dei um lustro na dor,
busquei outros motivos de amor.
Encontrei no hoje
um novo sabor,
um novo perfume,
uma nova cor.



A saudade?
Ficou no tempero
daquele amor que não mais existe,
misturou-se com as nuvens
dos meus mais ditosos sonhos,
confundiu-se
nas perspectivas do amanhã.



Mas...
Saudade?
Mesmo ausente,
quem não sente?



Proibida a cópia sem autorização da autora
®DireitosAutoraisReservados©




 Web designer Ana Amélia Donádio
Romantic Home
Página editada em 01/07/2003.


Clique no CD para gravar o fundo musical   

  online