Meu amor
Autora: Cleide Canton Garcia



Não quero mais em meu peito guardar
o ditoso sentimento
que ainda teima em ficar
machucando
toda a vez que ouço teu nome,
fomentando
a dor que me consome.



Não posso destruir
o tempo e a distância
e nem quero só em sonhos te abraçar...
Sinto,
a cada minuto que estás ausente,
que perco
uma parte do futuro no meu presente!



Cansei de murmurar
no vazio o teu nome
escondendo a dor que me consome...
Volta depressa, deixa o que aí te prende!
Te amei há pouco,
te amo sempre!



Quero dançar contigo
como fizemos ao luar,
sorrir nos teus braços
e me deixar ficar.



Quero as sementes de nossas loucuras,
quero o perfume de nossas venturas,
quero o sabor dos nossos beijos
e o calor dos nossos desejos...



Amo-te
hoje menos que amanhã!
E na busca louca deste meu afã
sinto que a vida renasceu p'rá mim...





®DireitosAutoraisReservados©
Proibida a cópia sem autorização da autora.

 

 

          

Página editada em 20/01/2003.

Web design Ana Amélia Donádio/Romantic Home
romantichome@terra.com.br

  online