METÁFORAS & METAS

 Alceu Sebastião Costa

 

 

Meu universo,

 Grande e disperso,

Não cabe num único verso.

Quanto mais poesia,

Mais ele se amplia.

Dom e missão do poeta,

Que, para alcançar a sua meta,

Invade sonhos, mas não dorme,

Até se submete aos delírios da fome,

Embala o sono da criança,

Corre atrás da esperança,

Sorrindo e engolindo o próprio suor,

Planta sementes da Paz e do Amor.

 

Por tudo isso,

O meu universo

Não cabe num único verso.

 

Alceu Sebastião Costa

 

 

 

UNIVERSO & VERSO
 

Cleide Canton

 


Só existe no Universo
o amor, a fé e a esperança,
que projeto no meu verso
no infinito que ele alcança.

 

Até onde a lua deita
ou onde a Dalva se esconde,
num vagueio que deleita
ouço o eco que responde.

 

O vento canta feliz,
o mar logo se agita,
quando uma força motriz
direciona a minha escrita.

 

O rumo incerto motiva,
embora encontre final
na foz da fonte passiva
que separa o bem do mal.

 

O poeta canta a vida
em tão doce melodia
que, quando encontra guarida,
diz que feliz morreria.

 

SP, 01/06/2006

11:40 horas

 
 

FORMATAÇÃO SIMONE CZERESNIA

 

 

Quer enviar esta página?
Clique no Recomende.

 

Copie o código para colar no scrap do Orkut
 

 

Página editada por Cleide Canton em 08 de outubro de 2008

  online