FALA-ME DE AMOR
Cleide Canton
Sandra M. Julio
 
 
Fala-me de amor
numa explosão de versos encadeados,
com requinte, desejos desabrochados,
num tom macio, refrões intermitentes.
Desperta-me os sonhos dormentes.
 
Fala-me de amor...
Desatina o desmedido exílio do teu olhar
Envolve com esmero e cuidado meu caminhar
Apaga a vigília distraída desta saudade
Vestindo de prazer e doçura a realidade.
 
Fala-me de amor
sem escolher ou esperar momentos,
sem medo de expor os sentimentos,
sem pausas, sem cortes, sem censura.
Quero embarcar nessa aventura.
 
Fala-me de amor...
Acorda auroras, silencia o luto de amanhãs
Pinta os matizes adormecidos das manhãs
Deixando ao vento dúvidas, tempestades
Depois retorna ao princípio que deserdastes. 
 
Fala-me de amor,
jamais de amor doente ou enjaulado,
preso nas redomas tristes do passado,
coberto de bolores ou em tons pastel.
Lindo é ver-te eterno menestrel.
 
Fala-me de amor...
Abre as algemas da esperança, habita sonhos
E na rasura de cada dia vivifica carinhos
Extraviados na correria de vazios dias,
Onde a solidão minh'alma assedia
 
Fala-me de amor,
de magias, de devaneios, de vôo aberto
no frio do Ártico ou no calor do deserto,
em qualquer lugar deste nosso planeta.
Quero olhar estrelas sem luneta.
 
Fala-me de amor...
Veste de azul meu despertar, despe ilusões
Floresce alegrias, júbilo de nossos corações.
Meu colo vazio, inerte, reflete versos
Onde desejos brincam solitários sentidos.
 
Fala-me de amor
sem mistérios, sem rodeios, sem recatos,
sem pensar ou medir seus próprios atos,
sem defesa, sem aparatos, sem bloqueio.
Apenas este é o meu anseio.
 
Fala-me de amor...
A ti entrego pensamentos, incontidas vontades...
Beijos que advinham em teus lábios, verdades.
Cala esta carência na escuridão da melodia
Derramando sons por esta sede arredia
 
Fala-me de amor
antes que o inverno me colha de surpresa,
cheguem ao final as velas da minha mesa
e as chamas qu'inda crepitam na lareira.
Teus versos, meu livro de cabeceira.

 

FORMATAÇÃO SIMONE CZERESNIA

 

 

Quer enviar esta página?
Clique no Recomende.

 

Copie o código para colar no scrap do Orkut
 

 

Página editada por Cleide Canton em 08 de abril de 2010

  online