EMOÇÃO DO MOMENTO


O leve rubor desabrocha singelo
rosando a face , ganhando viço,
tal qual sol que nasce tão belo
envolvendo tudo com seu feitiço.


Olhos que fitam, o outro desvia...
Na voz aparece um ligeiro tremor.
Mãos trêmulas que o suor denuncia
procuram a fuga do toque de amor.


Gestos desconexos, palavras banais,
curtos sorrisos entre o sim e o não.
Os anseios ocultos deixam sinais
nos trôpegos passos da paixão.


Na espera longa que antecede o amor,
o pensamento se perde em devaneios,
desejos desabrocham como uma flor,
medos se convertem em simples receios.


Fazer amor é saciar a fome!
Esperar por ele é simples aperitivo.
Sonhar amor o coração consome,
e viver dele é um eterno lenitivo!


Proibida a cópia sem autorização da autora
®DireitosAutoraisReservados©





 Web designer Ana Amélia Donádio
Romantic Home
Página editada em 15/04/2003.

Clique no CD para gravar o fundo musical   

  online