DEUSA-MULHER
Autora: Cleide Canton Garcia


A deusa-mulher que se despe sorrindo
debaixo da imensidão 
deste céu infindo
se mostra livre de todos os preconceitos,
aperfeiçoa as virtudes, 
tolera os defeitos...

A deusa-mulher que esquece a distância,
também despida 
de toda a arrogância
entrega o cetro e a coroa ao seu eleito
e se curva elegante, 
com todo o respeito.

A deusa-mulher que se rende aos carinhos,
que remove 
as pedras dos seus caminhos,
para conquistar, enfim, o amanhã sonhado,
hoje mostra a todos 
seu olhar enamorado.

A deusa-mulher que esquece a majestade,
que perde a glória 
mas não a dignidade,
desfruta de ventura nunca dantes vivida
pela certeza 
de jamais ter sido esquecida.

A deusa-mulher deslumbrantemente bela
prostrada aos pés 
do Senhor na capela
pede a Ele, confiante, em sublime oração
que alguém jamais 
lhe amargure o coração!

A deusa-mulher se entrega toda inteira
bailando alegremente, 
sorrindo faceira,
deixando seu cheiro, seu gesto, seu gosto
e toda a beleza 
que emana do seu rosto!

A deusa-mulher tão meiga, tão pura
trazendo nos olhos 
a alegre candura
habita minh'alma e se faz presente
e se mostra limpa, 
sincera, inocente...


®DireitosAutoraisReservados©
É proibido a cópia sem autorização da autora

 

 

         


Página editada em 12/01/2003

Site desenvolvido por Ana Amélia Donádio
romantichome@terra.com.br

  online